lugar-comum

as coisas às vezes traduzem-se em palavras. outras vezes não.

traduzem-se em sentires. em imagens. em silêncios contemplativos. às vezes estamos mesmo no meio dos lugares que visitámos vezes sem conta nesse reino estranho e desconexo que é o dos sonhos. e gostávamos que outras coisas fossem assim tão simples.

às vezes há os espectadores ou coparticipantes do costume, encorajadores e presentes. outras vezes (inconscientemente ou por força das circunstâncias) não. e percorremos o caminho [pseudo]sozinhos. e não faz mal, porque há espaço tanto para a solidão como para a amalgamação, enquanto caminhamos. desde que saibamos aprender que a beleza indelével do caminho supera a forma como o atravessamos.      

5 thoughts on “lugar-comum

  1. Obrigada por todos os comentários bonitos que hoje me deixaste, foram uma surpresa e tanto! Embora não saiba quem és, já aqui vim dar várias vezes, e gosto muito de tudo.

    Amanhã vou tentar aprender “que a beleza indelével do caminho supera a forma como o atravessamos.” (“indelével” é um excelente vocábulo). Mais uma vez obrigada, e beijinhos*

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s