Melancolia ocupava-lhe tanto espaço útil que ela a quis sacudir com todas as forças. mas deu conta de que a criatura se tinha dado ao trabalho de a fechar num frasco de vidro.
‘que espéciezinha impertinente, esta’.
fechou os olhos e balançou toscamente até à borda da prateleira onde Melancolia expunha todos os seus troféus. um último empurrão e ficaria livre.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s