December 12, 2014

10403352_685094674939101_4360945913598014726_n 10849752_697331350382100_3200520613941878977_n

neste shire onde estou agora, há muito verde. somos recebidos por árvores enormes, onde o sol desenha sombras bonitas e onde o chão está sempre coberto de folhas que apetece guardar. nas traseiras, mais árvores, espaço relvado, uma horta que vai crescendo, estruturas de madeira para brincar, o grande plátano. ir lá fora e chamar pela turma que vou ter e vê-los felizes a correr para os abraços e para a fila é impagável.

aqui, estávamos debaixo do para-quedas, depois de fazermos isto. brincar e aprender são verbos que se querem (quase sempre) justapostos. perceber, por exemplo, o que é a forma na música mais tarde, pode ser mais simples porque, antes, a experimentaram e ‘viram’.

por vezes não dou conta do privilégio que tenho. sonho com mais. com um sistema de ensino diferente. com uma escola à medida dos meus mais estrambólicos sonhos. com tempo e espaço para explorar todas as possibilidades na vida de todos os hobbits, respeitando as diferentes formas de chegar a aprendizagens. e a frustração e a inquietude instalam-se porque o espaço de manobra me parece tão apertado, tão constrito. fazer a diferença em 45 minutos de aula, duas vezes por semana, parece irrisório.

mas há dias em que o coração vem cheio. em que peso na balança a alegria de fazer parte disto ainda que de uma forma que me parece quase microscópica.

December 3, 2014

‘shall i tell you where the men are who believe most in themselves? for i can tell you. i know of men who believe in themselves more colossally than napoleon or caesar. i know where flames the fixed star of certainty and sucess. I can guide you to the thrones of the supermen.the men who really believe in themselves are all in lunatic asylums. […] it would be much truer to say that a man will certainly fail, because he believes in himself. complete self-confidence is not merely a sin; complete self-confidence is a weakness. believing utterly in one’s self is a hysterical and superstitious belief.’

- g. k. chesterton

:: advento ::

December 3, 2014

10455744_692866404161928_2651226694283845890_n 10845944_693100070805228_2028039859229169267_n

com o natal, vem a oportunidade de conhecer as sobrinhas mais recentes, depois de meses a namorá-las à distância. uma chegou hoje e a simples antecipação de a ver (e de rever o meu irmão e cunhada) levou-me às lágrimas.

as maiores delícias estão no fim de longos caminhos de espera. quando queremos tudo para ontem, nessa ânsia, perdemos de vista realidades melhores, mais sublimes.

preparar o coração para viver esta época da forma mais significativa possível é desacelerar o passo. é reavaliar, é saber esperar, acalentar a expectativa. é fazê-lo de forma intencional, mesmo que não nos seja natural (céus! nunca é!). é não querer permanecer na mesmísse de sempre porque a madeira da manjedoura já estava destinada a dar lugar ao madeiro da redenção. a transformação é coisa boa. já o escrevi antes. é que, quando um paradigma é imutável e absoluto, o que tem que estar em constante renovação somos nós, não há volta a dar. ganhar consciência disso é libertador e dá uma segurança e uma paz que não são abaladas por circunstâncias, modas ou pelas nossas próprias idiossincrasias.

December 2, 2014

aquele momento em que os hobbits saem da sala a trautear tchaikovsky. arrumo a tralha e a sala e saio de sorriso pateta que não consigo sacudir.
::
that moment when the hobbits leave the classroom humming tchaikovsky. i pack my stuff, clear up the room and leave with a silly smile i just can’t brush off.

November 25, 2014

1781864_689043604544208_3182895456568180347_n 10384273_689044891210746_4622817420803120312_n

para aconchegar o que se quiser, disponíveis aqui :: pouches to keep whatever you want, available here

November 22, 2014

butterfly

o tema mantém-se. os hobbits quiseram ajuda para salvar uma borboleta.

:: :: :: :: :: :: :: :: ::

the hobbits wanted a little help to save a butterfly.

a new sketchbook

November 7, 2014

24 26

à conta de um desafio vão surgir muitas borboletas nos próximos tempos.